COLUNA PHCBR: Ser Clark Kent nos dias de hoje

Ser Clark Kent em um mundo como o nosso atual não é fácil. Apesar dele apenas fazer o bem, gastar seu tempo ficando atento a pedidos de socorro e desastres, de ir até lá salvar o máximo de pessoas que puder ele ainda recebe críticas e questionam: “deve existir um Superman?”

Sinceramente, é uma barra pesada por si só, e ainda imagine se tem um psicopata buscando fazer de tudo para que o mundo te odeie e fazer você sair dos eixos? É isto o que o Clark passou em Batman v Superman. Luthor armou algo que envolvia a Lois, o atraiu e forjou algo para parecer que ele usou força desnecessária. E mesmo com tantas falsas acusações ele continuou a “rotina”. Apenas ficou incomodado em como uma mulher relatou que ele, que apenas ouviu Lois em perigo e foi lá salvar ela, ser colocado como descontrolado.

Quando enfim o convocam para um debate democrático, Luthor arma uma explosão que não permite nem o começo deste. Inúmeras vitimas são pegas nisso, causando mais sofrimento para Clark, o fazendo ver apenas vidas sendo pegas no fogo cruzado de uma caçada contra ele. E mesmo assim ainda ajuda ali, até o momento que as pessoas demonstram que não estão confortáveis com sua presença.

Fico me imaginando no lugar dele, ter todo o poder que ele tem não o torna imune a ficar triste, ainda mais com a pressão que estava sobre ele. A versão estendida do filme mostrou isso de uma forma que me tocou e me fez admirar ainda mais o trabalho de Cavill e o que Snyder buscou demonstrar.

Image and video hosting by TinyPic

Luiz Henrique Barcelos

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *