Compositor Daniel Pemberton Fala de Henry Cavill, Inspiração Musical e o Agente da U.N.C.L.E


O compositor Daniel Pemberton passou cerca de um ano trabalhando na musica do filme de Guy Ritchie O Agente da U.N.C.L.E., que é estrelado por Henry Cavill e Armie Hammer. E parece que valeu a pena, as criticas até agora receberam a trilha com glória e louvor. Pemberton criou uma trilha sonora extremamente cativante, animada e que trás os anos 60 de volta.
Gravada no Estudio 2 da legendária Abbey Road Studios, a partitura trás a vibe dos anos 60 e ao mesmo tempo toda a atmosfera das exóticas locações do filme e dos super sexies espiões.

Conhecido pelo seu aclamado trabalho na TV Britânica – Pemberton tem inúmeros Emmy e BAFTA awards, ganhos por suas trilhas em dramas e documentários como Complicit, Peep Show, The Game, Upstairs Downstairs, Dirk Gently, Prey, Space Dive, Occupation, Desperate Romantics e Hiroshima. Pemberton trabalhou em trilhas sonoras de outros filmes, incluindo O Conselheiro do Crime (2013) de Ridley Scott e em outras produções como Blood (2012), In Fear (2013) e Cuban Fury (2014), que fez ele ser nomeado para o ‘Discovery Of The Year’ (Descoberta do Ano) no prestigiado World Soundtrack Awards em 2014.

Nós recentemente nos encontramos com o ocupado compositor (ele está no momento trabalhando na musica do filme STEVE JOBS) para conversar sobre suas influências musicais, o que ele pensa de Henry Cavill como Napoleon Solo e se houve alguma influencia da trilha da série de TV original na música do filme.



Quais são algumas de suas influencias musicais? Eu soube que você é um fã de Lalo Schifrin.
Existem muitos músicos, artistas e compositores que me influenciaram durante os anos. Mas nesse filme, eu tenho que dizer que fui inspirado por grandes compositores dos filmes dos anos 60. Pessoas como Lalo Schifrin, mas também John Barry, Serge Gainsbourg, Ennio Moriconne, Roy Budd, Francis Lai – a lista é longa. Mas não somente eles, mas também vários álbuns da época também – tudo desde Rock, música psicodélica até jazz e música clássica.
Você ouviu alguma coisa da música feita para a série de televisão original ‘O Agente da UNCLE’?
Eu vi algumas coisas, mas eu já estava bem familiar com esse mundo sob a perspectiva musical, já que eu cresci ouvindo muitas trilhas como essa.
A musica da faixa 3 chama-se “His Name is Napoleon Solo” (O Nome Dele é Napoleon Solo). Essa musica foi diretamente inspirada no Henry Cavill ou foi no personagem Solo?
Eu acho que um pouco de ambos. Para mim agora Henry é o Napoleon Solo. Eu passei muito tempo com ele musicalmente falando – não o real Henry, deixando claro, mas o da tela! – então para mim ele é o único Solo que eu conheço agora. Essa música toca quando nós o conhecemos perto do começo do filme. E ela tem o peso, frieza e arrogância que o Henry trouxe para o personagem, então a respeito disso, sim, ele foi uma grande influência para a faixa.
A trilha tem um toque Cubano com bateria e violão. Foi uma referência a musica da série de TV?
Essa trilha tem mil e uma coisas nela – de solos de violão Espanhol, flauta baixo, orgão Hammond, percussão, vocais gritados, Cravos antigos dos anos 60 (*uma espécie de piano), violões vintage, dois bateristas – Na verdade de tudo um pouco, mas nós usamos até lata de leite como parte da percussão na parte do grande ataque perto do final do filme e isso deu um grande som! Guy (Ritchie) ama tudo que soa diferente e sempre gosta quando a música o surpreende, então eu sempre tento por novas ideias e instrumentos durante o processo, e eu acho que isso faz que a trilha fique muito mais surpreendente.
Você deu algum pitaco em relação as músicas que acompanharam a sua trilha?
O Guy no final decide o que entra ou não no filme, mas sempre há uma boa discussão sobre isso. Ele também tem um ótimo editor chamado James Herbert que é brilhante em fazer o filme funcionar com a música de várias formas.
Você conheceu o Henry Cavill? E se sim, como foi a experiência?
Infelizmente não, eu estive no set depois que eu consegui o trabalho – foi na minha entrevista de trabalho na verdade – e eu conheci Alicia e Armie, mas infelizmente o Henry não estava lá naquele dia. E por lá tinha uma grande cadeira vazia escrita Napoleon Solo nela. Foi o que aconteceu. Mas provavelmente vou conhecê-lo amanhã a noite, já que temos uma grande exibição do filme no Reino Unido. Eu vou dizer oi por você. : ) (Nota: Ele está falando da premiére na Somerset House em Londres no dia 7 de Agosto).
Se você viu o filme completo, o quê você achou da performance do Henry?
Ele é ótimo. Realmente há humor e entusiasmo para ele neste filme e ele consegue fazer isso sem nenhum esforço. Eu até disse enquanto assistia ‘esse cara vai ser incrível como Clark Kent’. Eu espero que eles o deixem explorar mais esse lado nos filmes do Superman, porque ele é tão bom quando está interpretando personagens menos sombrios.
Alguma história engraçada durante o seu tempo trabalhando em UNCLE?
Sim, várias. Mas eu não sei se elas devem ser contadas em publico, ha ha!
Você já fez música para televisão, filmes, documentários e vídeo games. Para que meio você prefere compor?
Depende. Eles são todos diferentes. Eu amo filmes porque você pode escrever uma grande escala de música e você tem várias ferramentas a sua disposição para fazer coisas insanas. Mas você fica praticamente sem vida. Eu estive nesse filme por quase um ano sem parar! Foi muito muito trabalho… Mas eu acho que valeu a pena.
Qual é a sua favorita faixa da trilha sonora de UNCLE e por quê?
Eu acho que “His Name Is Napoleon Solo” é uma das minhas favoritas. Sempre que alguém aparecia quando nós estávamos mixando, eu geralmente mostrava essa música para a pessoa. Ela simplesmente é tão legal. Nós também trabalhamos nela logo no inicio então talvez isso tenha a ver com alguma coisa ha ha. Mas eu também amo “Take You Down”, “Escape From East Berlin”, e algumas outras…
Qual foi a sua visão para a trilha? E você acha que conseguiu alcança-la?
Eu espero que sim. A visão mudava conforme o filme avançava, mas eu realmente amo o que ela se tornou. Eu quis escrever uma musica de espião louca, colorida e empolgante. E eu acho que eu consegui. Hurrah!
Quais são seus próximos projetos e no que você vem trabalhado desde que finalizou UNCLE?

Eu estou fazendo o nome filme de STEVE JOBS com Danny Boyle no momento, e os começamos a gravar agora. Eu não posso mesmo falar muito sobre isso, mas o filme é fantástico. Musicalmente muito diferente do que eu fiz com U.N.C.L.E, o que também é bem legal. As pessoas vão ficar surpresas. Mas eu tenho que estar de pé daqui 7 horas e ir gravar um monte de coisas, então eu realmente preciso ir para cama!

Track List:

1. Compared To What (Roberta Flack)
2. Out Of The Garage (Daniel Pemberton)
3. His Name Is Napoleon Solo (Daniel Pemberton)
4. Escape From East Berlin (Daniel Pemberton)
5. Jimmy, Renda se (Tom Zé and Valdez)
6. Mission: Rome (Daniel Pemberton)
7. The Vinciguerra Affair (Daniel Pemberton)
8. Bugs, Beats and Bowties (Daniel Pemberton)
9. Cry To Me (Solomon Burke)
10. Five Months, Two Weeks, Two Days (Louis Prima)
11. Signori Toileto Italiano (Daniel Pemberton)
12. Breaking In (Searching The Factory) (Daniel Pemberton)
13. Breaking Out (The Cowboy Escapes) (Daniel Pemberton)
14. Che Vuole Questa Musica Stasera (Peppino Gagliardi)
15. Into The Lair (Betrayal Part I) (Daniel Pemberton)
16. Laced Drinks (Betrayal Part II) (Daniel Pemberton)
17. Il Mio Regno (Luigi Tenco)
18. Circular Story (Daniel Pemberton)
19. The Drums Of War (Daniel Pemberton)
20. Take You Down (Daniel Pemberton)
21. We Have Location (Daniel Pemberton)
22. A Last Drink (Daniel Pemberton)
23. Take Care Of Business (Nina Simone)
24. The Unfinished Kiss (Daniel Pemberton)

DIGITAL BONUS TRACKS

25. The Red Mist (Daniel Pemberton)
26. The Switch (Daniel Pemberton)
27. Warhead (Daniel Pemberton)
28. Fists (Daniel Pemberton)



Fonte : Henry Cavill Org 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *