Durrell Wildlife Conservation Trust comemora o apoio de cinquenta mil seguidores

Nesta segunda-feira, 19, a página da Durrel Wildlife Conservation Trust no Facebook alcançou 50 mil seguidores. Prova do apoio e confiança de conservacionistas e do público em geral, o marco foi comemorado pela equipe da istituição – que tem o ator Henry Cavill, como embaixador.
 
A história da organização começou na Índia, em 1925, com o nascimento de seu fundador Gerald Durrell. Filho de um engenheiro britânico, Gerald descobriu sua paixão por animais na infância em sua primeira visita a um zoológico. Quando adulto, Durrell estudou na Sociedade Zoológica de Whipsnade Park em Londres e em 1947, fez sua primeira expedição – em Camarões, para aprofundar suas pesquisas sobre a vida selvagem.
 
 
 
Em 1957 a sua terceira expedição para Camarões, foi principalmente, para coletar animais que formariam a base de seu próprio jardim zoológico. Essa expedição foi filmada e teve muito sucesso, sendo exibida pela BBC Natural History, o que gerou fundos importantes para os projetos de conservação de Durrell.
 
 
Durrell, fundou o Parque Zoológico de Jersey (hoje Durrell Wildlife Park) em 1958, com sua coleção de animais. No mesmo ano ele realizou sua segunda expedição para a América do Sul, para coletar mais espécies ameaçadas de extinção e o zoológico foi aberto ao público em 26 de março de 1959.
 
 
Para Gerald “o objetivo principal de um jardim zoológico deve ser atuar como uma reserva de espécies criticamente ameaçadas que precisam de reprodução em cativeiro, a fim de sobreviver”. Após a morte de Durrell, em 1995, sua esposa Lee McGeorge Durrell ficou a frente de seus projetos.
 
 
Hoje o parque tem além da área para os visitantes, uma Academia que oferece vários cursos de formação para conservacionistas. Além de parcerias com instituições espalhadas pelo mundo como a #CavillConservation , onde Henry,  arrecada fundos para os projetos Durrell e no Brasil, o  Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE). 
 
O IPE é um dos mais reconhecidos centros de pesquisa de conservação do país. As instituições trabalham em conjunto no projeto de formação de corredores ecológicos de Mata Atlântica. O objetivo é conservar a biodiversidade da região através do reflorestamento, para reestabelecer o equilíbrio ambiental. Com essa iniciativa, espécies como o  mico-leão preto, a onça pintada e a jaguatirica tem mais chances contra a extinção.
Pelo compromisso e seriedade de todas essas ações e a dedicação da “família” Durrell Wildlife Conservation Trust, o reconhecimento e apoio dos seus 50 mil seguidores é muito importante. A equipe agradeceu a todos em uma publicação em seu perfil “Estamos celebrando hoje, agora que temos mais de 50.000 fãs no Facebook! Um enorme obrigado a todos e a cada um de vocês que nos ajudaram a alcançar este marco. Sylvie Grodard, você foi nosso fã 50000! Nós não poderíamos fazer o trabalho que fazemos sem o seu apoio – , seguindo e compartilhando as nossas publicações, você está ajudando a espalhar a nossa mensagem muito longe. Vamos ver o quão rápido podemos obter os próximos 50.000 fãs e torná-los  100mil!
Foto reprodução da página da Durrell no facebook fonte original Dr Nik Cole
 
Vamos ajudá-los a atingir essa meta? Conheça os projetos e saiba como você pode contribuir visitando os endereços:
 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *