Entrevista Traduzida: Herói da conservação da vida animal

 

~ A VOZ DA VIDA SELVAGEM ~
Henry Cavill, o ator que interpreta o Superman, explica o porque dele ajudar na conservação da vida selvagem.
 
Como você iniciou o seu trabalho com a Durrell Wildlife Conservation Trust?
 
Eu simplesmente entrei em contato com eles perguntando se eles gostariam que eu me juntasse a eles. mas de toda forma, eu conheço o trabalho eles desde garotinho.
 
Porque você decidiu se tornar um embaixador da Trust?
 
A Terra é um lugar muito equilibrado e mantido por um ecossistema, que por sua vez, são criados e mantidos por animais que vivem em cada parte dele. Seria uma grande tristeza perder espécies inteiras por causa da nossa ignorância sobre essas questões e o mundo que nós conhecemos muda de acordo com cada espécie que perdemos. Eu sempre gostei de documentários animais de todos os tipos e o reino animal sempre me fascinou. Participar de projetos como este são de grande apelo para mim. 
 
Você acha que é importante para atores ou pessoas em destaque na mídia falarem sobre essa conservação?
 
Eu acho. Como eu disse, tudo que nós conhecemos é parte de uma série desequilíbrios complicados. Se um ecossistema entra em colapso, pode afetar  outro, que também pode entrar e assim por diante. Seria triste continuar a perder espécies quando nós temos como salvá-las agora. Perder algo para sempre é uma coisa terrível.
 
Quando o seu amor pela vida selvagem começou?
 
Quando eu era criança, durante as minhas visitas ao Durrell Wildlife Centre e continuou com os documentários que eu assistia.
 
Qual é o seu animal favorito e por quê?
 
Eu tinha falado que era o Aie-aie, porque é uma criaturinha fascinante e extraordinária, mas na verdade não tenho um favorito em particular. Há tantas coisas sobre todos os tipos de animais e espécies que seria difícil escolher qualquer um em particular.
 
Como os nossos leitores podem fazer a diferença?
 
Existem várias organizações para você fazer a diferença. Meu conselho é você aprender sobre o que cada organização faz e depois pesquisar mais a fundo sobre cada uma em particular. Algumas delas, como a Durrell, tem  um instituto de pesquisas, que você pode fazer uma espécie de curso de curta duração sobre conservação, ou até mais, cursos profissionalizantes. Como sempre falam toda a ajuda é bem vinda. Então até se for um pouquinho aqui e pouquinho ali sempre fará a diferença. A Durrell também oferece pacotes de adoção, onde você não vai gastar muito, mas vai ajudar e fazer parte da família.
 
Você acha que as pessoas te veem agora também como o Super-Homem do mundo da conservação, assim como o do cinema?
 
Eu não estou nem perto disso ainda! Se eu estou conseguindo movimentar a causa,  eu já fico feliz em fazer alguma diferença.
 
Conservação na Durrell:
 
Projeto Angonoka (Project Angonoka) é só um dos projetos que a Durrell Wildlife Conservation Trust criou para ajudar a garantir o futuro de uma espécie em extinção. A Tartaruga de Esporão é um dos répteis mais ameaçados do mundo, sobrevivendo em apenas uma região em Madagáscar. O Turst tem trabalhado diretamente com as comunidades locais desde 1986 para conservar e proteger espécies através de programas de melhoramento genético e de libertação, monitoramento de populações selvagens, no estabelecimento de parques nacionais para a espécie e prevenção de contrabando.
 
Para saber mais ou doar para o projeto, visite www.durrell.org/
 
Se você quiser apoiar o trabalho de conservação na Durrell Wildlife Conservation Trust ou saber mais sobre o trabalho de Henry, acesse  www.cavillconservation.com
World of Animals magazine
edição 25 – 1º de Outubro, 2015

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *