BIOGRAFIA

 

Fique com a nossa Biografia completa do Henry abaixo:

biobio-01-

Nome Completo: Henry William Dalgliesh Cavill
Nome Artístico: Henry Cavill
Apelido: Henners, Hank
Local de nascimento: No “Bailado” de Jersey, território Britânico pertencente as Ilhas de Jersey
Idade: 32
Data de Nascimento: 05 de maio de 1983
Signo: Touro
Altura: 1,85m
Línguas: fluente em Francês, “arranha” nos idiomas Italiano e Alemão e sabe pedir uma cerveja em Checo!
Família: Mãe Marianne Dalgliesh, nascida em Jersey, o pai Colin Richard Cavill, nascido em Chester, Inglaterra. Henry é o segundo mais novo dos 5 filhos de Marianne e Colin: Niki Richard Dalgliesh Cavill, Piers Cavill, Simon Cavill e Charlie Cavill. Ele também tem uma irmã adotiva.
Origens: Os avós paternos, Richard Cavill e Gladys Jesse May Smith, eram ingleses. O avô materno Alan Gardner Dalgliesh nasceu na Guatemala, (com descendência inglesa e escocesa), e a avó materna de Henry, Mary Kathleen O’Donnell era irlandesa
Educação: Escola Preparatória St Michael e Stowe School
Pet: uma cão da raça Akita chamado Kal, comprado em Arkansas, (Estados Unidos), em 2014
Hobbys: ele é fã de vídeo game, gosta de ler histórias em quadrinhos, cozinhar e adora rugby, apesar de não jogar devido a uma lesão
Atores Preferidos: Mel Gibson e Russell Crowe
HQs Preferidos: A Morte de Superman, O Retorno de Superman, Superman: Red Son, o trabalho de Grant Morrison em Novos 52, e a série Nova Krypton de Geoff Johns
Filme Preferido: Gladiador (2000)
Início da Carreira: Henry começou a atuar em peças de Shakespeare na escola. Seu primeiro trabalho na TV foi na série Midsomer Murders (1997) e seu primeiro filme foi Laguna (2001)

Trabalhos na TV: Simon Mayfield em Midsomer Murders, (1997), foi exibida em 02 de novembro de 2003 (EUA);
Chas Quilter, em The Inspector Lynley Mysteries, (2002), exibida em 31 de agosto de 2003, (EUA);
Charles Brandon, Duque de Sulfolk em The Tudors, exibida nos EUA de 01 de abril de 2007 a junho de 2010.

Filmes:
2018 – Filmando – Missão Impossível
2018 – Nomis – Xerife Marshall (EM BREVE)
2017 – Liga da Justiça – Clark Kent/Superman (EM BREVE)
2017 – Sand Castle – Capitão Syverson
2016 – Batman vs Superman: A Origem da Justiça – Clark Kent/Superman
2015 – O Agente da U.N.C.L.E – Napoleon Solo
2013 – Superman O Homem de Aço– Clark Kent / Superman
2011 – The Cold Light of Day (Fuga Implacável)– Will Shaw
2011 – Imortais– Theseus
2009 – Whatever Works (Tudo Pode Dar Certo)- Randy James
2008 – Blood Creek- Evan Marshall
2007 – Stardust– Humphrey
2006 – Tristão e Isolda– Melot
2005 – Hellraiser: Hellworld– Mike
2004 – Red Riding Hood- O caçador
2003 – I Capture the Castle– Stephen Colley
2002 – O Conde de Monte Cristo– Albert Mondego
2001 – Laguna– Thomas Aprea

Sonha em Atuar: como Alexandre, o Grande

biobio-02-

Henry William Dalgliesh Cavill nasceu em 5 de maio de 1983, em Jersey, uma ilha que tem aproximadamente uma área de 116.2 Km quadrados. Junto com Guernsey, forma as Ilhas do Canal, uma dependência da Coroa Britânica que não faz parte do Reino Unido e não faz parte da Comunidade Europeia. Jersey tem o seu próprio governo, conhecido por Estados de Jersey (States of Jersey).

Filho do ex militar e corretor Colin Cavill e da bancária Marianne Cavill, Henry tem mais quatro irmãos: Niki Richard Dalgliesh Cavill, Charlie Cavill, Simon Cavill e Piers Cavill. Todos passaram sua infância em Jersey, Henry conta em entrevistas que desde pequeno brincava com seus irmãos pela ilha, e que visitava o Durrell Wildlife Park para ver os gorilas.

biobio-03-

Foi educado na Escola Preparatória St. Michael, na ilha, antes de frequentar o colégio interno, Stowe School, em Buckinghamshire, na Inglaterra.

 Ali, no meio de uma excelente educação, surgiram aulas de teatro e as primeiras experiências de Henry nos palcos. Ele foi estudar em Stowe, deixando sua família em Jersey. O começo, Henry declarou que foi difícil: “Eu fui para um colégio interno, aos 13 anos. A educação foi ótima. Mas eu não me encaixava muito bem. Eu não era popular”.

As primeiras participações de Henry foram em peças como ‘Sonho de uma Noite de Verão’, de Shakespeare, e ‘Grease’ no papel de Sonny. Esse começo despertou a paixão de Henry pela interpretação e foi proporcionando mais trabalhos para sua experiência de atuação.

Um “empurrão” inicial mais do que especial, foi uma participação em uma cena do filme Prova de Vida, (Proof of Life), com Russell Crowe. O filme lançado em 2000, teve uma cena gravada na escola, com alguns alunos jogando rugbi ao fundo, e entre eles estava Henry (com dezesseis anos na época). Num intervalo das filmagens, ele se aproximou de Crowe, se apresentou e disse que estava pensando em ser um ator.

A resposta de Russell foi “’A grana e boa, mas, as vezes, o tratam como m…’ Então todos os garotos que estavam próximos começaram a pedir autógrafos e eu me despedi rapidinho. Dois dias depois, recebi um pacote com doces, uma camisa da seleção australiana de Rugbi, um CD da banda dele e um pôster de O Gladiador com a frase escrita por ele: ‘Querido Henry, uma jornada de mil quilômetros começa com apenas 1 passo’”. Mal sabiam os dois, neste momento, que se encontrariam anos mais tarde, para contracenar como pai e filho em O Homem de Aço.

Quando Cavill estava com dezessete anos, foi selecionado por diretores de elenco que visitavam a escola, para interpretar Albert Mondego em ‘O Conde de Monte Cristo’ e então, começaram trabalhos na TV como ‘The Inspector Lynley Mysteries’, ‘Goodbye Mr. Chips’ e ‘Midsomer Murders’. Depois surgiram participações em filmes como ‘Hellraiser: Hellworld’, ‘Tristão e Isolda’ e ‘Stardust: O Mistério da Estrela’. Mas foi quando, entre 2007 e 2010, atuou na série de TV ‘The Tudors’, como Charles Brandon, Duque de Suffolk, que sua carreira se projetou.

Henry interpretou o herói Teseu, no filme ‘Imortais’, (2011), estrelado também por Mickey Rourke, Freida Pinto e Luke Evans. Em setembro de 2012 começou a gravar ‘Fuga Implacável’ ao lago de Bruce Willis e Sigourney Weaver.

Houve uma época em que ficou conhecido pelos papéis que não deram certo, como protagonista em Crepúsculo, James Bond, e até o Superman (de Superman, O Retorno de 2006). Chamado de ‘azarado’, Henry mostrou que tem determinação de sobra e persistiu. Até que foi chamado para o papel que o tornaria conhecido mundialmente: Superman, em O Homem de Aço, lançado em 2013.

O Homem de Aço (2013) tornou-se o filme de Superman de maior bilheteria até à data, e a segunda maior bilheteria de “reintrodução” de um personagem de todos os tempos, atrás apenas de O Espetacular Homem- Aranha (2012) . Nesse ano a revista Glamour classificou- o #1 “Homem mais Sexy”. Outras curiosidades sobre esse papel incluem que Henry é o primeiro ator não americano a interpretar o Superman, e que é o primeiro – desde Christopher Reeve – a interpretá-lo mais de uma vez nos cinemas.

Cavill começou uma tradição em 2012 de dar as moedas comemorativas como um sinal de apreço para as pessoas com quem já trabalhou. Ele incluiu nessa tradição a equipe da Gym Jones, que ajudou Henry a estar fisicamente apto para Superman, e os membros do elenco de O Homem de Aço (2013), O Agente da U.N.C.L.E. (2015), e Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016).

biobio-04-

A preparação física de Cavill para ser o maior herói de todos os tempos, começou na verdade em 2010, na pré-filmagem de ‘Imortais’. Para ‘O Homem de Aço’, o diretor Zack Snyder queria que a aparência de Superman fosse real.

Assessorado pelos atletas americanos Lisa e Mark Twight, Henry recebeu um dos trienos mais pesados da academia Gym Jones, que já era conhecida por “reforma corporal rápida”, após ter esculpido os corpos de atores como Gerald Butler e todos os figurantes do filme 300, também dirigido por Snyder.

Os treinos de Cavill, focavam em aumento de volume muscular – num primeiro momento – com muitos exercícios aeróbicos e de Crossfit, além de uma de 5000 calorias diárias, (baseada em itens como, ovos, arroz integral, brócolis, atum, peito de frango, folhas verdes, aveia, banana, uva e suplementos como Whey Protein, óleos de peixe, polivitamínicos e glutamina, entre outros).

Com agachamentos, flexões, abdominais, levantamento de muito peso e outros exercícios, (geralmente com o máximo de repetições que podia de cada um deles, em apenas uma série de cada), Henry além de ganhar massa muscular também praticava um grande exercício aeróbico.

Na segunda etapa, com uma dieta de em média 3500 calorias diárias, mantiveram-se as cordas e flexões e somaram-se pulos de trampolim, e a parte funcional de puxar veículos com a força dos braços e empurrar pneus de tratores, até a exaustão.

O resultado foi um corpo “trincado” e muito forte, para representar o Kryptoniano invencível de O Homem de Aço.

Com a boa repercussão de seu trabalho no filme, Henry pode começar a usufruir de seus sonhos de menino. Trabalhar com o que gosta, ajudar a família e usar a popularidade que a fama lhe traz, para apoiar causas filantrópicas especiais.

Em 2015, estreou com ‘O Agente da U.N.C.L.E.’, provando que ele pode ser muito versátil, e incorporar tanto o drama como a ironia requintada, com bom humor, em suas atuações.

Batman vs Superman: A Origem da Justiça, que estreou no Brasil em 24 de março, é um dos filmes mais esperados de 2016, e conta com Cavill novamente no papel de Clark Kent/Superman e traz também Ben Affleck, como Batman e Gal Gadot, como Mulher Maravilha. A ótima pré-venda do filme, e as críticas positivas indicam que é um dos melhores filmes de super-heróis de todos os tempos.

2017 é ano em que Sand Castle (Castelo de Areia) estreia na Netflix, filme de guerra em que Cavill vive o Capitão Syverson. E em 2018 dois novos filmes de Henry Cavill tem previsão de estreia, Nomis (que ele está filmando em Winnipeg no Canadá desde o final de Fevereiro) e Missão Impossível 6.

biobio-05-

Henry Cavill é fascinado por arqueologia e história, especialmente mitologia grega e egiptologia, (estudo do Antigo Egito, das fases pré dinásticas até os períodos recentes),. Cavill relata que esse interesse o ajuda em seus trabalhos, “Quando era garoto li um livro de histórias curtas sobre mitologia grega e desde então me tornei um estudante da antiguidade. Minha imaginação é repleta destes contos sobre batalhas épicas, atos de heroísmo e a ascensão e decadência do Império Romano. Tudo isso me ajudou como ator e nos projetos que me interessei”.

Em uma entrevista recente à revista italiana Vanity Fair, Cavill esclarece como esse gosto surgiu, intimamente ligado a sua admiração pela carreira militar: “Eu gostaria de viver no passado, na era dos antigos egípcios ou dos gregos, ou da antiga Roma, a era dos grandes impérios. E a razão para isso é que eu sou um romântico. Mas então, eu tento ser racional e eu acho que nessa época a maioria das pessoas morreram jovens. Faraó Ramsés II viveu até 91 anos, mas casos como o dele foram realmente raros. A verdade é que foi uma época de uma grande experiência de vida. Foi uma época cheia de violência, doença, brutalidade”.

Henry sente-se a vontade com a rotina militar, já que tem contato tanto com amigos e também dentro de casa, através de seu pai (ex militar) e seu irmão mais velho Niki Cavill, o Major Niki Cavill MBE, na Royal Marines.
Os Royal Marines são a maior força de seu tipo na União Europeia, similares ao Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil, porém possuem um dos maiores cursos de treinamento de infantaria do mundo. São capazes de realizar operações anfíbias, de montanha e no ártico.

Niki Cavill tem no histórico militar, entre outras missões, três incursões no Afeganistão até agora. Descrito como um soldado corajoso e um líder de julgamento infalível, que equilibra força e cuidados com todos, ele foi condecorado, em reconhecimento ao seu trabalho em 2012,com o MBE (Member of the Most Excellent Order of the British Empire – que seria em português algo como Membro da Ordem de Excelência do Império Britânico), pelas mão da rainha Elisabeth II.

Henry já declarou em entrevistas que é um militar frustrado, aliás, ele quase entrou para a carreira militar antes de fazer sucesso nas telonas. O ator declara: “”Eu acho que tenho um ‘soldado’ dentro de mim. Eu sou uma pessoa muito ‘física’…Eu posso facilmente me imaginar nesse papel…Eu gosto desse sentimento de camaradagem que os une: a relação que eles têm com os seus parceiros, a tristeza em seus olhos quando falam daqueles que foram mortos e, ao mesmo tempo, o conforto que eles sentem sabendo que seus “irmãos” morreram cumprindo seu dever de soldado. É pela mesma razão que eu amo os antigos egípcios, gregos e romanos que viveram em ‘Eras’ de guerreiros . Não criou-se impérios sem exércitos…Somos todos violentos. É por meio desse recurso que a espécie humana evoluiu”.

Tendo contato dentro de casa com essa realidade, tornar-se embaixador para a arrecadação de Fundos de Caridade dos Royal Marines (RMCTF) foi apenas inevitável. Esses fundos ajudam a ex-militares, soldados que foram feridos em missões e familiares de integrantes mortos em serviço.

Tudo começou quando, na época das filmagens para o Homem de Aço, Henry entrou em contato com os Marines para divulgar a campanha deles, usando roupas com os links de doação durante seus treinos. Depois Henry gravou vídeos pedindo doações para a causa e participou da corrida de comemoração de 350 anos do batalhão, ao lado de seu irmão Nick, em Gibraltar.

Fica clara a admiração de Henry ao irmão, (que é chamado de super-homem por seu batalhão), e pelo trabalho dos Marines. Mais uma causa louvável que ele apoia!

Outra organização séria que Henry apoia e da qual é embaixador desde 2014, é a Durrell Conservation Wildlife.
A história da organização começou na Índia, em 1925, com o nascimento de seu fundador Gerald Durrell. Filho de um engenheiro britânico, Gerald descobriu sua paixão por animais na infância em sua primeira visita a um zoológico. Quando adulto, Durrell estudou na Sociedade Zoológica de Whipsnade Park em Londres e em 1947, fez sua primeira expedição – em Camarões, para aprofundar suas pesquisas sobre a vida selvagem.

Durrell, fundou o Parque Zoológico de Jersey (hoje Durrell Wildlife Park) em 1958, com sua coleção de animais. No mesmo ano ele realizou sua segunda expedição para a América do Sul, para coletar mais espécies ameaçadas de extinção e o zoológico foi aberto ao público em 26 de março de 1959.

Nesse zoológico, Henry brincava quando criança, e a lembrança dos gorilas e outros animais do parque o fez crescer consciente da importância de preservar o meio ambiente.

Para isso criou a Cavill Conservation, organização que atua arrecadando recursos que são repassados a Durrell Conservation Wildlife Trust, para projetos conservacionistas em todo o mundo.

biobio-06-

Como bom britânico, Henry é reservado com sua vida particular.
Em entrevistas, ele dá algumas dicas de seus gostos, como sua predileção pela culinária italiana: “Amo a comida italiana e, dentre esses pratos, os meus preferidos são: o Caprese, a Caponata – que é o meu favorito – e uma boa Carbonara”. Além da pizza, prato que ele afirma ser difícil de ser dispensado!

Ele também é um “viciado” em café, porém este deve ter grãos selecionados. O ator é apreciador de vinhos, especialmente o seco, e afirmou em entrevista que montou uma adega espiral em sua casa – em Londres – e vai começar a profundar seus conhecimentos sobre o mundo dos vinhos.

Cavill declarou também que gosta de cozinhar e esse pode até ser o pano de fundo para um encontro ideal. O ator é um cozinheiro de mão cheia. Entre suas especialidades estão um prato de linguiça com molho apimentado e Smoothies (bebida feita com iogurte) caseiros de morango.

Henry é aquele homem que você pode encontrar malhando na academia, fazendo compras no supermercado ou posando para fotos no tapete vermelho do Oscar. Alguns lugares que ele frequenta quando está em Londres são os pubs e nightclubs Bodo Schloss, (um bar Club localizado em Kensington High Street), o Builder’s Arms, (na Kensington Court Place) e o Wellington Club, (em Knightsbridge).

Nos esportes, Cavill é fã de Rugby, mas já não joga devido a lesões. Ele confessa também que é um ávido jogador de games, leitor de HQs e que acompanha séries como Outlander.

biobio-07-

Henry, seu irmão mais novo Charles e o produtor londrino Rex Glensy, criaram a produtora cinematográfica Promethean, podemos aguardar futuros projetos com o ator encarnando – por exemplo – faraós e outros personagens históricos que ele admira, afinal Henry deixa claro que além de gostar de atuar, a produção abre muito seu leque profissioanl: “Eu gosto de ser um ator, ser o centro da história. Mas ao mesmo tempo é bom dar a minha contribuição para o processo criativo, e ser um produtor me permite fazê-lo. Isso significa que se um dia eu ler um livro e gostar muito da história eu posso decidir: ‘Vamos fazer um filme’. E, com a minha equipe, eu tenho a oportunidade de encontrar o diretor certo, todos juntos no mesmo projeto e o financiamento necessário. Obviamente, se o projeto é viável e lucrativo. Muito melhor do que ser apenas o cara que conta a história e que enriquece todos ao seu redor. Só para não mencionar que quanto mais dinheiro você ganha você gosta ainda mais de fazer filmes, você pode se dar a esse luxo”.

Sobre seus próximos trabalhos cinematográficos, temos confirmados a estreia de Sand Castle, em 2016 e da primeira parte de A Liga da Justiça, para 2017.

Sempre muito atencioso e educado com seus fãs, Henry Cavill segue sua carreira com seriedade e competência, utilizando sua visibilidade para apoiar causas sociais e continuar sendo o homem de família de Jersey para o mundo.