Superman

Criadores

Jerry (Jerome) Siegel e Joe (Joseph) Shuster, ambos nascidos em 1914, dois jovens judeus, um nascido em Ohio (EUA) e o outro em Toronto (Canadá), são os criadores do personagem Super-Homem.

Glamour e fortuna estiveram certamente ligados aos dez anos de glória que ambos tiveram entre a primeira publicação de seu personagem e o momento em que perderam os direitos sobre ele para a Detective Comics, Inc., em 1948.
As primeiras revistas de histórias em quadrinhos haviam aparecido em 1933, mas se constituíam apenas em republicações de histórias anteriormente publicadas nos jornais.
Lançada em junho de 1938, a revista tinha na capa o personagem esmagando um veículo contra uma pedra, enquanto seus eventuais ocupantes, pretensamente criminosos, se afastavam às pressas do local. Estava aberto o caminho para a fama.
O personagem foi um sucesso imediato, atingindo cerca de 500 mil exemplares de tiragem em pouco mais de dez meses, uma cifra que iria dobrar nos anos seguintes.

Parecem ser bastante variadas as razões para o sucesso do Super-Homem. Por um lado, ele parece ter sido o personagem certo para o momento certo, respondendo à necessidade de auto-afirmação do povo norte-americano exatamente no instante em que ele se recuperava dos efeitos da Grande Depressão e iniciava uma rota de ascensão para se tornar a maior potência econômica do planeta.

De fato, na gênese do primeiro super-herói existem inegáveis elementos de fundo bíblico, como a vinda à Terra do infante sobrevivente do planeta Krypton em um foguete, em que havia sido introduzido por seus pais na tentativa de salvá-lo de iminente cataclisma, sendo facilmente equiparada à colocação de Moisés em um cesto e seu envio pelo rio, visando poupá-lo do afogamento decretado pelo Faraó.

Também a idéia da dupla identidade representava um alter-ego de Super-Homem que não passa de um humilde jornalista, um pouco míope, introvertido, misógino e sem qualquer traço de valentia.

Origem do nome Kal 

O nome kriptoniano do Superman, Kal-El em hebraico (קל-אל) literalmente significa “Voz de Deus”. Assim como o nome de seu pai Jor-El (Yor-El) é um nome hebraico comum. Suas variações são: Jorell, Jarel, Jerel, Jorrel, Joel, Joren, Jorey e Sorel. O sufixo – El é uma das primeiras palavras em hebraico para se referir a Deus. Vemos esse sufixo em muitos nomes de origem hebraico que aparecem na bíblia como: Daniel, Samuel, Gabriel, etc.

História (breve relato de quem se trata)

Essa história todo mundo conhece, mas vamos resumi-la aqui: Na imensidão do espaço, havia um o longínquo planeta Kripton, esse planeta estava preste a explodir. O cientista Jor-El e sua esposa Lara não tinham outra escolha. Para salvar seu único bebê chamado Kal-El, tiveram que enviá-lo para o espaço em uma pequena nave. E essa nave veio parar aqui na Terra na pequena cidade rural de Smalville. O bebê Kal-El foi adotado pelo casal de fazendeiros Jonathan e Martha Kent que o nomearam Clark Kent. Ao crescer, foi para a cidade de Metropole trabalhar como jornalista no jornal Planeta Diário. Nessa profissão, Clark Kent, poderia estar sempre ausente da redação do jornal e assim, poderia atuar como o Superman sem ter que dar muitas explicações.

Como foi o convite do Henry para participar do filme, o motivo que levou Zack a escolhe-lo

Assista ao video da entrevista que o diretor Zack Snyder deu ao Fantástico:

http://globotv.globo.com/rede-globo/fantastico/v/diretor-de-homem-de-aco-conta-por-que-escolheu-henry-cavell-para-interpretar-o-superman/2645961/

O diretor comentou a escolha de Henry Cavill para o papel icônico: “Deus, é louco o quanto ele é super-humano! Houve um momento que o colocamos na roupa de Christopher Reeve pois o uniforme ainda não estava pronto, era apenas o velho traje de elastano. Ele saiu do trailer e ninguém riu. É a diferença entre ser o Superman e se vestir como o Superman. Se eu me vestir como Superman é como uma fantasia de Halloween. Se você é Henry, são as suas roupas. É incrível. Assista ao filme e você ficará “Putamerda, é o Superman’. E não é estranho ou louco, é apenas bem legal”.

Snyder disse que escolheu Henry Cavill porque além de ter “cara de homem”, ser bonito e forte (uy), o cara tem uma “pitada” de inocência, aparenta ser “bonzinho”, sem ser frouxo. Eu preferia que o personagem tivesse trocentos defeitos de caráter, mas isso também não é culpa do diretor, né DC?

Para o diretor, Zack Snyder, foi o personagem do Super-Homem, como um ícone, que o fez conseguir um elenco tão estrelado para o longa.

“Fiz muitos desenhos e um dos primeiros mostrava o Super-Homem na porta de um cofre. E eu olhava, e tinha muita violência, mas também tinha intensidade. Pensei que se conseguisse passar isso para o filme, seria bem-sucedido”, conta o Zach sobre sua visão do personagem.

Henry conta que estava em casa jogando videogame quando recebeu a ligação de Snyder. Ele não queria parar de jogar, até porque, a princípio, pensava que estava sem dispensado.

Mas aí ele ouviu: “Temos que nos encontrar para definir como será sua preparação”.

Henry enlouqueceu e saiu gritando pela vizinhança: “Eu sou o Supeman!”.

Elenco principal

 

Referências:

http://i4.mirror.co.uk/incoming/article1945041.ece/ALTERNATES/s1023/Cast-of-Man-of-Steel.jpg

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *